Um abraço

Ali estavas tu, em carne e osso. Sorridente e pronto para me dar um abraço. 
Como se não houvesse amanhã, como se não tivesse havido ontem, um passado sem despedidas nem explicações. Estavas ali…
E deste-me um abraço onde cabia o mundo todo, todo o mundo que eu precisava.

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *