Quando o fim é apenas o princípio

No fundo, sabia que te ia perder. Adiei o inevitável. O mais que pude. Até que percebi que tinha de te deixar ir. Mas amar é isso mesmo. Querer que o outro seja feliz, sem egoísmos, sem quaisquer amarras. 
E perdi-te. Sem despedidas, sem lágrimas, sem mágoas, sem quaisquer palavras. Apenas foste. 
Ficou o vazio, o silêncio, a dor da perda, o medo de que o mundo desmoronasse.
Mas, ao contrário do que imaginava, não foi o fim, foi apenas o princípio de algo melhor…

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *