Posso ser o que eu quiser

Um dia, quero ganhar asas e fazer piruetas no ar como as gaivotas, subir à árvore mais alta da floresta sem olhar para baixo.
Quero ser o vento que sopra suave num dia de primavera, a neve que cai numa noite de inverno, uma flor que se abre inebriada pelos primeiros raios de sol da manhã.
Quero rebolar na areia ainda molhada da água do mar, pintar o céu em tons de rosa ao final de um dia de outono, ser a estrela mais brilhante numa noite sem nuvens.
Quero acordar e continuar a sonhar, acreditar que posso ser o que eu quiser. Que posso ser apenas eu!

Créditos da imagem: Nathalie Aguiar

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *