É Natal

Depois da correria dos últimos dias, da azáfama dos presentes, de encontros com alguns dos melhores amigos, que me aconchegaram a alma, preparo-me para o regresso às origens. 
Longe das luzes da cidade, volto ao coração de uma pequena aldeia, da tua aldeia. Sabes que regresso para estar mais perto de ti e, no entanto, sei que, ao entrar em casa, não vais estar de braços abertos à minha espera. Não te vou ver a sorrir para mim. Não vou ver a mesa farta de doçaria, como fazias questão de ter sempre que te visitava nesta quadra. Naquela casa onde agora sobra o silêncio e faltas tu…
Mesmo assim, sei que tenho de regressar, por ti, por mim. Sei que tenho de guardar as memórias de outros Natais no meu coração e agradecer-te por as teres partilhado comigo.
É Natal e é o momento para voltar aos lugares onde fomos felizes e criar novas rotinas com as pessoas que continuam na nossa vida. Tu estarás sempre viva no meu coração…

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *