Ensinas-me?

Ensinas-me a olhar para ti sem te querer beijar? Ensinas-me a estar perto de ti sem te desejar? Ensinas-me a ignorar-te e a dizer à minha mão que não pode tocar na tua? Ensinas-me a ver-te apenas como um conhecido, a esquecer-me que fomos companheiros de outras vidas, de tantas vidas? Ensinas-me a sorrir para ti sem que os meus olhos brilhem e me denunciem?
Ensina-me a deixar seguir a corrente, sem querer ir com ela. Explica-me como acalmo a ansiedade no meu peito de cada vez que os meus olhos se aproximam dos teus, de cada vez que o meu coração bate em sintonia com o teu. Como dizer-lhe que não o pode fazer? Como dizer-lhe que vais para longe e que podemos não voltar a encontrar-nos?
Ensina-me a guardar os nossos beijos e todos os nossos gestos de amor numa caixa e a arrumá-la longe da vista. Diz aos meus olhos para não te procurarem a toda a hora, em todos os locais onde me encontro. Diz-lhes para pararem porque não vais aparecer. Ensinas-me a deixar de te querer?

Créditos da imagem: Helena Simão

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *