Protege-te

Protege-te como se fosses um rochedo. Pode vir a tempestade mais violenta, chuva, vento, neve, ondas enormes, mas tu estarás lá, de cabeça erguida, firme, tranquilo. Podem vir dias e dias de revolta, podem vir ameaças gigantes, mas tu estarás lá, como sempre estiveste, seguro de ti, confiante do que és capaz, da tua força e da tua perseverança.
Por dentro, podes estar por um fio, quase a desabar porque os grandes, os que têm um v de vitória escrito no coração, também choram, também sofrem, também têm vontade de se deixar ir com a corrente. Era tão mais fácil, às vezes, desistir, deitar tudo por terra. Mas são os grandes, os que se cuidam, os que se protegem como um rochedo que, depois de caírem, têm a capacidade, a grandeza e a coragem de desafiar tudo e todos e se levantam.
Erguem a cabeça, alcançam o horizonte e transformam as lágrimas em força, a agonia em alento, o desânimo em sonho. E de uma mão cheia de nada nascem muitas mãos cheias de vida. Protege-te, sim, sempre. Se a tua fé for inabalável, se a tua confiança brotar dentro de ti, da nascente do amor mais puro, nada te destruirá.

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

2 Comments

    • Helena Simão
      Setembro 12, 2017
      Reply

      Thank you for your comment!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *