Aqui estou

Aqui estou…
Esta sou eu, só eu, sem filtros, sem máscaras, sem proteção. Apenas um eu que se ergue para um mundo, tantas vezes cruel e avassalador, um eu com as suas forças e outras tantas fraquezas, com a suas vitórias e muitas mais derrotas, com as suas lutas e muitos mais sonhos.
Aqui estou, apenas eu e tu, os meus olhos e os teus olhos. Demora-te o tempo que quiseres, desembrulha o meu passado, quem sou, como cheguei até aqui, o que quero ser, fazer, sentir. Está tudo aqui nos meus olhos, eles são o espelho do meu coração e da minha alma. Perde-te à vontade pelos labirintos e abismos de quem tentei ser, de quem não queria ser. Está tudo aqui, nada tenho a esconder. Nada omito e nada invento.
Só tu me poderás aceitar como me aceito, só tu me poderás valorizar como me valorizo, só tu poderás dar a mão a esta mão desamparada de afeto, fria por não ter o calor de ninguém, por não querer o calor de mais ninguém. Aqui estou, despida de medo e de preconceitos, à tua frente, à frente dos teus olhos, com o coração aberto.
Não é cedo nem tarde. Para ti, tenho todo o tempo que me resta, resta-me o tempo que os teus olhos se quiserem demorar. Aqui estás…

Créditos da imagem: Catarina Gouveia
Poderão ver mais fotografias em facebook.com/CatarinaGouveiaActriz

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *