Liberta-te

Liberta-te de tudo o que não te faz bem e acorrenta os teus dias ao medo do que pode vir. Liberta-te da escuridão de quem há muito se despediu de ti e preferiu não ficar na tua vida. Deixa ir quem já não está a fazer nada por ti. Desfaz esse nó de saudade, do que gostarias que fosse e não foi. Guarda as lembranças e guarda todas as lições que essa pessoa te trouxe. Não te esqueças de as usar no futuro para não voltares a tropeçar e a magoar-te no mesmo erro.
Liberta-te da dor do momento e que não te deixa ver mais além. Sim, custa, dá trabalho, tens de travar uma longa batalha e, por mais duro que seja, por vezes, tens de lutar contigo próprio. No final, ganha o teu melhor eu e o resultado vai encher-te de orgulho.
Liberta-te dessa tristeza que parece não ter fim, desse desalento de um final de dia que soube a despedida, que deixou no ar um adeus, um doloroso abandono. Liberta-te dessas dúvidas que não te deixam saborear a vitória. A vida é feita de pequenas vitórias que merecem ser celebradas. Liberta-te desse peso que colocaste sobre ti próprio. Para seres livre precisas de ser leve.

Créditos da imagem: Helena Simão

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *