Aos Amigos

Amigos são sinónimo da palavra acreditar, são a prova de que vale a pena confiar. Amigos estão do lado certo da nossa vida, mesmo quando a nossa vida está de pernas para o ar, sobretudo quando a nossa vida está de pernas para o ar. Amigos são o plural que tornam a nossa vida singular.
São mãos que nos seguram quando desabamos, são braços que nos levam para o seu mundo quando o nosso parece desaparecer, são sorrisos que nos mostram que tudo vai acabar bem, são afeto, daquele que nos salva do desprezo dos dias mais frios. E, não, não nos facilitam a vida, mas tornam a nossa vida muito menos difícil. Não nos mostram o caminho a seguir, mas estão lá para nos dar apoio, para nos incentivar, para nos dizer que vamos conseguir.
São esperança e nunca desilusão, são luz e nunca escuridão, são ajuda e nunca abandono. E não há distância que os afaste, não há tempo que desvaneça a leveza que todas as relações devem conter, não há montanha, precipício ou rio que separe o que o coração uniu.
Aos Amigos, que são aquela rede que nunca falha quando tudo o resto falha. Aos Amigos, que são aquele trampolim que nos faz saltar, que nos faz andar nas nuvens. Aos Amigos, que são sol e nunca deixam de o ser.

Créditos da imagem: Magdalena Kupski

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *