Maior “bengaleiro” do mundo abre no Porto

Pretende ser o “maior bengaleiro do mundo”, mas, para já, está disponível para os turistas que visitam a cidade do Porto. “The Biggest CloakRoom in the World” nasceu de uma necessidade pessoal da proprietária. Nas últimas férias, Juliana Torres viajou por algumas cidades europeias e percebeu que, em alguns locais, não tinha onde deixar a mala de viagem por algumas horas. Da ideia à construção do conceito, passaram poucos meses e, em Dezembro último, abriu o primeiro espaço no número 59 da Rua das Taipas.
Este bengaleiro moderno personalizado é, na verdade, muito mais do que apenas um lugar onde o turista pode deixar os seus pertences. Juliana Torres está a estabelecer diversas parcerias com empresas do sector, no sentido de fornecer vários serviços úteis ao turista, tais como solicitar transfers, fazer o check-in online, imprimir bilhetes, receber compras de clientes, que, desta forma, não precisam de andar carregados, e até sugerir visitas pela cidade.
Segundo Juliana Torres, “a aposta em criar a CloakRoom veio da necessidade do turista desta geração, que precisa de mobilidade e opções diferenciadas para planear a sua viagem. Com este serviço, o visitante pode chegar num voo mais cedo e guardar aqui as suas malas, enquanto não pode fazer check-in no hotel, por exemplo. E, no dia da partida, pode adiar o seu horário de voo, pois sabe que pode contar com o nosso apoio”.
Os valores dependem do tamanho dos objetos e da duração da reserva. Começam nos três euros para pequenas compras, malas de senhora, capacetes e computadores, podendo atingir os nove euros para malas grandes, as que nos aviões têm de ser guardadas no porão. Existe também uma tabela de preços para quem necessite de guardar as malas em regime de longa duração. “A loja possui câmaras de vigilância e alarme, que se encontra ligado a uma central de segurança”, reforça a proprietária, de forma a tranquilizar os utilizadores deste novo serviço.
É um “conforto” que pode fazer a diferença quando se planeia uma viagem, acredita a responsável e, a contar pela procura que a loja tem tido, já está a fazer a diferença nos turistas que visitam o Porto. A empresa pretende abrir outras lojas na cidade, numa lógica de proximidade com o turista. Até ao Verão, revela Juliana Torres, a expetativa é a de abrir mais um espaço e, até ao final do ano, ter três ou quatro “bengaleiros” a funcionar.
Espalhar o conceito por outras cidades é também um objetivo da marca, mesmo que sejam lojas sazonais, revela a responsável, como é o caso de Braga, onde “poderá fazer sentido estar presente em parceria com uma loja já existente na cidade”.
A CloakRoom funciona diariamente das 10 às 19 horas. Horários alternativos podem ser reservados pelo site www.thebiggestcloakroom.com.

Créditos da imagem: The CloakRoom
Este texto integra a rubrica “Planear” do portal SAPO Viagens.

Arquivo

2 Comments

  1. Elsa Janes
    Fevereiro 7, 2017
    Reply

    Uma Excelente ideia que funcionava muito bem na cidade do Funchal, ilha da Madeira.
    Beijinho
    Elsa

    • Helena Simão
      Fevereiro 7, 2017
      Reply

      Bom dia Elsa, obrigada pelo seu comentário. Quem sabe, em breve, o conceito não chega à Madeira. Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *