O teu mundo

Há um momento em que decides distanciar-te de tudo o que te fez mal e cortar o último fio de esperança, que só te magoava. Há um momento em que decides desistir de uma angústia sem fim para insistir no princípio da tua paz. A ferida vai cicatrizar e, um dia, quando menos esperares, vai sarar e fazer com que a esqueças. A ferida vai dar lugar a um belo jardim pintado de flores coloridas de amor. Não há dor que dure sempre e não há nenhum lugar impróprio para que o amor volte a nascer.
Há um  momento em que sabes o que, definitivamente, não queres para ti. Há um momento em que as tuas convicções são o motor do teu caminho. Há um momento em que decides que tens de proteger o teu mundo como se fosses uma pequena ilha na imensidão de um oceano de mundos.
Haverá sempre quem te tente reduzir àquilo que não és. Haverá sempre quem te tente desviar daquilo que não sentes. Haverá sempre quem te diga para esconder o coração longe das palavras e dos gestos de amor. Haverá sempre quem não faz a mínima ideia do que é o amor. Mas tu terás sempre o teu mundo, a tua casa, a tua fortaleza, a tua ilha. Não há tempestade que te atinja nem mal que te destrua. Porque há um momento em que o teu coração é o teu mundo.

Créditos da imagem: Helena Simão

Arquivo

2 Comments

  1. Setembro 7, 2017
    Reply

    This blog is definitely rather handy since I’m at the moment creating an internet floral website – although I am only starting out therefore it’s really fairly small, nothing like this site. Can link to a few of the posts here as they are quite. Thanks much. Zoey Olsen

    • Helena Simão
      Setembro 8, 2017
      Reply

      Thank you for your comment Zoey Olsen!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *