Acreditar na vida

Desiste se a fonte que parecia ser de amor secou. Desiste se sentes que estavas a forçar ou a implorar por atenção, pelo amor de alguém. Desiste se as palavras torturam em vez de acariciarem. Desiste se estás cansado de tanto lutar e apenas vês entraves, apenas encontras obstáculos e mais obstáculos.
Será que é a vida a tentar falar contigo? Será que a vida te está a dar sinais, mais do que óbvios, a mostrar-te que a felicidade não se pede, não vem em bocadinhos? Mereces muito mais do que migalhas, mereces muito mais do que às vezes, do que partes, do que pequenos momentos. Mereces que a felicidade seja completa, mereces um amor incondicional, que não questiona, que não duvida, que não é só de vez em quando, que não é só para quando há tempo.
Desiste quando estiveres pronto para te escolheres. Desiste quando perceberes que queres mais, que és mais, que mereces mais. Fecha esse capítulo, encerra esse ciclo, sara as feridas e volta a acreditar.
Desiste de amar alguém que não sabia o que fazer com esse amor, mas nunca desistas do amor. Desiste de acreditar em alguém que apenas promete e não aparece, mas nunca desistas de acreditar na vida.

Créditos da imagem: Helena Simão

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *