As coisas simples

São as coisas simples que fazem o dia valer a pena. São as coisas mais pequenas e as mais espontâneas que têm o dom de nos tocar, de mexer com os nossos sentidos e ir diretamente ao coração. São as coisas simples que fazem a vida valer a pena. Só quem não repara nelas, vai à procura do que é mais complicado, do que é mais denso, do que é mais difícil.
Quem não tem a capacidade de se emocionar com um pôr do sol, com uma flor a desabrochar, com a leve ondulação do mar, com as pequenas grandes maravilhas da natureza colocou a fasquia da felicidade tão acima de si próprio que não a consegue a ver e muito menos alcançar.
Vale a pena não exigir tanto dos outros e exigir mais de nós próprios. Vale a pena não insistir tanto com os outros e insistir mais connosco. Vale a pena erguer os olhos e apreciar tudo o que está à nossa volta. Não é por acaso que lá está. Vale a pena descomplicar, desatar os nós que, na maior parte das vezes, estão apenas na nossa cabeça. Vale a pena ser simples.

Créditos da imagem: Helena Simão

 

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *