Sombras

Às vezes, parece tudo tão difícil e tão feroz. Às vezes, o corpo torna-se pesado, dependente de uma vida que parece ausente. Às vezes, somos inundados por problemas e empurrados por um vento que se agita sobre nós, destruindo tudo o que parecia estar no devido lugar. Às vezes, sentimos que estamos a ser perseguidos por sombras enormes e, qualquer que seja a nossa tentativa de fuga, é apenas temporária. Onde estivermos estão também as adversidades, à espera que tropecemos nelas e escorreguemos.
Só queremos fugir de todos estes fantasmas e ir para um lugar onde nenhum nos alcance, onde nada de mal nos possa acontecer. Mas, quanto mais o tempo passa, mais crescem, como ondas gigantes e aterradoras. Parece que algo ou alguém nos roubou a paz e o equilíbrio.
Mas as respostas estão mesmo à nossa frente, quando encaramos, finalmente, os problemas. Quando atravessamos a nuvem, não parece tão densa. Quando respiramos fundo para dar o nosso melhor, a vida encarrega-se de colocar o vento a soprar a nosso favor. Quando decidimos deixar de fugir, tudo se torna mais fácil. Os monstros gigantes são, afinal, pequenas sombras, que se dissipam ao primeiro raio de sol.

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *