Semear amor

Há quem ande à procura da sua felicidade e há quem apenas procure a infelicidade dos outros. Há quem esteja focado na sua vida, no seu caminho, nos seus sonhos e há quem não tenha vida e precise de se focar na dos outros, sem destino, sem sonhos. Há quem seja luz e há quem seja sombra. Há quem consiga dar um sentido aos teus dias apenas com um sorriso e quem consiga apagar qualquer sentido apenas com um olhar.
Há quem saiba que é nas suas imperfeições que tenta ser cada dia melhor e quem esteja lá apenas para lembrar cada imperfeição. Há quem use as palavras para enaltecer, elogiar, agradecer e quem as use apenas para magoar, fragilizar, amedrontar. Não estamos separados por mundos diferentes, mas vemos o mundo de forma diferente. Não somos piores nem melhores, mas temos perspetivas diferentes daquilo que a vida nos ensina.
E mesmo que essas sombras tentem escurecer o teu dia, cabe-te a ti ser cor. Mesmo que essas vozes tentem impedir que consigas voar, cabe-te a ti ser pássaro. Mesmo que essa chuva de críticas te tente molhar, cabe-te a ti ser impermeável. Só quem semeia amor, poderá colher amor.

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *