Fomos um

Fomos um muito antes de passarmos a ser dois, dois caminhos, duas linhas paralelas que deixaram de se encontrar. Fomos um corpo, uma voz, um sorriso, um coração. Fomos sintonia e música, palavra e melodia, um instrumento que seguia uma pauta invisível. Fomos sentimento, paixão, paz, vida. Fomos um mesmo caminho, uma única estrada, uma única direção.
Fomos um nesta dualidade que nos ficava tão bem. Fomos um e éramos tão orgulhosos nas nossas diferenças. Fomos para sempre até deixarmos de o ser. Fomos eternos até despertarmos para o fim. Agora somos dois ramos, que seguem caminhos cada vez mais distantes, apesar de terem nascido na mesma árvore. Agora somos apenas memória, somos passado, somos chuva, mas somos também início, depois de um ponto final.
O que importa é o que fazemos daqui para a frente, mesmo que sejamos sempre dois pontos que mal se distinguem na multidão, dois pontos distantes cuja probabilidade de se ligarem é ínfima. O que importa é o que levamos connosco depois de uma história vivida tão intensamente, de uma história tão nossa, tão única. Teremos a capacidade para voltar a criar laços tão profundos e tão maravilhosos? Voltaremos a despertar para o amor? Voltaremos a ser apenas um?

Créditos da imagem: Helena Simão

Arquivo

3 Comments

  1. Elsa Janes
    Setembro 1, 2017
    Reply

    Lindo, lindooooooooooooooooo!
    Adorei!
    Beijinho Helena continue a ler nossas almas e colocar em palavras os nossos sentimentos.

    • Helena Simão
      Setembro 4, 2017
      Reply

      É tão bom quando as palavras vão de um coração para outro!
      Muito obrigada pela sua partilha e por me acompanhar nesta caminhada! Um beijinho

  2. Setembro 4, 2017
    Reply

    Thanks for every other magnificent post. Where else may just anyone get that kind of information in such a perfect way of writing? I’ve a presentation next week, and I’m at the look for such info.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *