De corpo e alma

Dás-me tanto, que sinto não merecer tudo o que me ofereces. Dás-me tanto e eu só preciso de ficar aqui, sentada, por uns momentos, a absorver essa energia pura e delicada, esse oxigénio generoso, essa magia que mostras sem reservas e que os meus olhos refletem. Dás-me tanto, que sinto que faço parte de ti, que estou em completa sintonia contigo.
Estou aqui e não poderia estar noutro lugar. Estou aqui, de corpo e alma. Sou simplesmente eu, sem quaisquer sombras antigas a enevoar o meu passado, sem quaisquer dúvidas sobre a incerteza do futuro. O que importa o que já foi e o que está para vir, se agora estou aqui, perante o mais belo que a natureza pode ser?
Estou focada apenas em olhar para ti e admirar-te o mais intensamente que consigo. Estou totalmente concentrada em apreciar esta paisagem bucólica e fresca. Estou maravilhada com todo o teu esplendor! Não há dúvidas, nem medos, nem angústias, nada. Apenas esta ligação entre o meu eu e a natureza. Sinto o bater do meu e do teu coração em uníssono. Faço parte de ti e, no entanto, sinto-me tão livre, serena e completa, como tu.

Créditos da imagem: Catarina Gouveia
Poderão ver mais fotografias em facebook.com/CatarinaGouveiaActriz

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *