Voltas

Não era para ser agora ou era e tiveste medo? Não soubeste ler nas entrelinhas ou preferiste não decifrar a mensagem? A vida pede-nos calma e paciência mas, por vezes, precisamos de respostas imediatas, precisamos de coisas claras, de sins ou de nãos audíveis e bem percetíveis.
Precisamos desesperadamente de qualquer coisa que nos leve novamente para cima, para a tona de água, onde podemos novamente respirar. E recebemos apenas silêncio, aquele silêncio que nos atordoa, como se fosse uma pancada forte que nos coloca inconscientes. Não era disso que precisávamos ou era? Por vezes, temos de percorrer caminhos opostos aos que queríamos e temos de ultrapassar obstáculos inesperados. Não estamos a andar para trás, embora pareça. Não deixámos de lutar pelos nossos sonhos, embora os tenhamos colocado de lado. E a vida não nos abandonou, embora tenha deixado um lugar vazio.
Por vezes, exigimos demasiado quando nem sequer sabemos agradecer tudo o que temos. E a vida, sempre a vida, a levar-nos para o lado certo, para o lado que tem amor, paz e paciência. Deixa-a a dar as voltas certas, deixa-a afastar-te do que te estava a fazer mal. Quanto mais longe estiveres, mais perto estarás de novo. Se for para ser.

Créditos da imagem: Direitos Reservados

Arquivo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *